top of page

RBCIP participa da Feira Hydrogen Tecnology na Alemanha

A Rede Brasileira de Certificação, Pesquisa e Inovação - RBCIP participou de uma das maiores feiras de fornecedores do mundo de tecnologias, materiais, componentes e soluções de engenharia para a indústria do hidrogênio: The Hydrogen Technology Expo Europe, que ocorreu nos dias 27 e 28 de setembro, em Bremen, na Alemanha. Com o tema “Technologies & Solutions For A Low-Carbon Hydrogen Future” a exposição trouxe oportunidade para as empresas do ramo tecnológico se apresentarem a um público altamente direcionado que deseja investir na tecnologia do hidrogênio de baixo carbono.


O evento reuniu toda a cadeia de valor do hidrogênio e se concentrou no desenvolvimento de soluções e inovações para a produção de hidrogênio com baixo teor de carbono, armazenamento e distribuição eficientes, e aplicações estacionárias e móveis.


“Posso dizer que este ano o evento mudou o foco para a Captura do carbono (Carbon Capture) e hidrogênio de baixo carbono (Low Carbon), pois há grande interesse no assunto. Havia muitas empresas apresentado tecnologias de captura de carbono, diferentemente dos outros anos, quando o foco era mais no hidrogênio verde, produzido sem emissão de carbono”, disse o diretor internacional da RBCIP, Maurício Araquam.


Nos dois dias de evento cerca de 150 palestrantes internacionais e mais de 10.000 participantes se reuniram para discutir e conhecer as mais recentes tecnologias e soluções de engenharia, materiais avançados, equipamentos de fabricação, infraestrutura, bem como ferramentas e serviços de teste e avaliação para projetos de produção de energia e captura do carbono, cabendo destaque para a produção do hidrogênio de baixo carbono.


A RBCIP tem uma filial na Alemanha e visitou dezenas das mais de 500 empresas expositoras no salão principal de exposições. A Rede acompanha a exposição de projetos de tecnologias inovadoras de vários países. “Tenho participado de todas as edições. Este ano percebi que houve um número grande de americanos, quando as demais reuniram europeus em sua maioria”, disse o diretor da RBCIP. Segundo ele, está sendo desenhada uma política energética que impacta praticamente todos os países do mundo. Por exemplo, “o hidrogênio de baixo carbono vai cada vez mais sendo utilizado na produção do aço, cimento, plástico, vidros, além de diversas aplicações na indústria petroquímica e de fertilizantes (como amônia, por exemplo)”, explica Araquam.


O Brasil já está investindo no hidrogênio. “O hidrogênio é uma fonte de energia limpa e o Brasil pretende produzir em larga escala, além de exportá-lo para a Europa na forma de amônia (que servirá de matéria-prima para a conversão em energia elétrica – como um projeto que já está sendo desenvolvido na Espanha)”, informou Maurício.


A importância da presença da RBCIP na Feira é ter acesso às tecnologias de ponta. Hoje, ela está desenvolvendo hubs de hidrogênio no norte e sul do país, e também faz pesquisa em desenvolvimento com rotas como o metanol verde que pode ser comparado ao etanol, combustíveis sintéticos, combustíveis avançados como o SAF, de aviação, dentre outros.


“Estamos interagindo com o mercado europeu e internacional em todas as rotas tecnológicas, nos colocando como empresa de pesquisa e desenvolvimento internacional que somos. Firmamos parcerias para a captação de investimentos e desenvolvimento de projetos no Brasil”, finalizou o diretor da RBCIP.


A RBCIP faz parte da Aliança Brasil-Alemanha Hidrogênio Verde


O fato de a RBCIP estar cadastrada no Banco de Empresas do Portal do Hidrogênio Verde da Aliança Brasil-Alemanha é um testemunho da sua relevância no setor de pesquisa e inovação no país. A Rede é uma organização comprometida em promover a certificação de empresas e produtos, bem como a pesquisa e a inovação para o desenvolvimento sustentável.


36 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page