Buscar
  • Assessoria de Comunicação

Programa Educação Financeira nas Escolas

Atualizado: 27 de set. de 2021

No dia 17 de Agosto, realizou-se o lançamento do Programa Educação Financeira nas Escolas, promovido pelo Ministério da Educação (MEC). O programa conta com o apoio da da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.


O objetivo do programa é formar professores da educação básica – pública, privada e cívico-militar – para disseminar educação financeira nas escolas brasileiras, para que os alunos possam desenvolver uma cultura de planejamento, prevenção, poupança, investimento e consumo consciente.



A meta do Educação Financeira nas Escolas é formar 500 mil professores da educação básica em três anos e, com isso, alcançar 25 milhões de alunos nesse período. A formação dos professores será realizada de forma gradativa: 1º ano: 75 mil professores; 2º ano: 250 mil professores; e 3º ano: 175 mil professores.


A iniciativa para realização do programa é prevista no Acordo de Cooperação Técnica entre a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e o MEC. “Em setembro do ano passado nós iniciamos esse diálogo com a CVM de como o MEC poderia construir uma pauta concreta de desenvolvimento em educação financeira. Este tema não é novo, já tem muita discussão sobre educação financeira. (…) O ineditismo desse programa vem justamente porque o foco é no professor. Muitas vezes queremos colocar a educação financeira em pauta dentro das escolas, mas nós esquecemos de como nós podemos trabalhar a segurança do nosso professor dentro da sala de aula. Com um professor seguro do tema que ele ali vai desenvolver, com certeza o reflexo naqueles alunos vai ter um potencial maior”, afirmou o diretor de Formação Docente e Valorização de Profissionais da Educação, Renato de Oliveira Brito.


Também estiveram presentes no evento de lançamento o ministro da Cidadania, João Roma; o presidente da CVM, Marcelo Barbosa; o presidente do Banco do Brasil, Fausto de Andrade Ribeiro; e representantes do Conselho de Inovação da RBCIP.

10 visualizações0 comentário