top of page

RBCIP, SEEDF e FAPDF participam da XII Reunião da ABAVE

Na última quarta-feira, dia 30 de agosto, a RBCIP teve um papel proeminente na Reunião Nacional focada no futuro da educação. Promovido pela ABAVE e sediado na Unicamp, em Campinas, SP, o evento aconteceu entre os dias 29 de agosto e 1º de setembro. A discussão central abordou o futuro das avaliações no âmbito do Novo Ensino Médio.


O encontro contou com a presença de diversas autoridades e acadêmicos do campo da educação, incluindo o presidente do Inep, Manuel Palácios, e a secretária executiva do Ministério da Educação, Denise Pires de Carvalho. Representantes de várias universidades brasileiras também marcaram presença.



Conforme destacado pela ABAVE, organizadora do evento que celebra seu 20º aniversário, a finalidade do encontro é acompanhar mudanças no campo educacional e refletir sobre melhores maneiras de avaliar competências relevantes para a vida dos estudantes. Para a entidade, avaliações são instrumentos cruciais para analisar o impacto de políticas públicas e para subsidiar o desenvolvimento de novas diretrizes educacionais.


Destaque para o Projeto de Indicador de Qualidade da Educação Básica


Um dos momentos mais relevantes foi a apresentação de um projeto inovador para a qualidade da Educação Básica. Desenvolvido pela RBCIP em parceria com a Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEEDF) e com a Fundação de Apoio do Distrito Federal (FAPDF), o projeto foi apresentado pela Professora Girlene Ribeiro de Jesus, pesquisadora da RBCIP e docente no Departamento de Políticas Públicas e Gestão da Educação da UNB (PAD). O painel contou com a presença da Diretora de Avaliação da Educação Básica do Distrito Federal, Fernanda Amaral e dos Gerentes, Luana Lopes e Ramon Ferreira.

O indicador proposto é composto por três pilares: desempenho, fluxo e contexto. Baseado em benchmarks nacionais e internacionais, ele utiliza técnicas estatísticas sofisticadas para a análise de dados. "Este projeto, fruto de uma parceria bem-sucedida com a FapDF e SEEDF, tem potencial para contribuir significativamente para a avaliação da educação", salientou a Professora Girlene.


Objetivos do Projeto

O projeto IQEDF tem múltiplas metas. A primeira consiste em revisar os indicadores atuais das avaliações de desempenho e de contexto escolar realizadas pela SEEDF. Em seguida, os pesquisadores buscarão desenvolver uma metodologia clara e replicável para identificar a interdependência entre esses indicadores e o fluxo escolar, como apontado pelo Censo Escolar do DF.

Mas o destaque está no desenvolvimento de um novo índice de qualidade da educação, o IQEDF. Este índice será criado por meio de uma metodologia devidamente validada e documentada, e sua execução e gestão se darão por meio de software de código aberto.


A Importância da Transparência

Um dos aspectos mais notáveis deste projeto é o seu foco na transparência. Todo o conhecimento, metodologia, códigos de sistemas e outros produtos desenvolvidos serão transferidos à SEEDF. Além disso, será criada uma plataforma para o armazenamento dos dados coletados e índices calculados.


Essa plataforma será acessível a diferentes perfis, incluindo estudantes, professores, gestores e membros da Coordenação Regional de Ensino e da Gestão Central da SEEDF. O objetivo é que toda a comunidade escolar do Distrito Federal tenha acesso às informações sobre a qualidade da educação em sua região.


Próximos Passos

Com este projeto, o Distrito Federal caminha para se tornar um exemplo na avaliação e gestão educacional, fornecendo ferramentas robustas e transparentes para a melhoria contínua da qualidade da educação. A expectativa agora é que, após a fase de implementação, sejam coletados dados confiáveis que ajudem tanto a administração pública quanto os cidadãos a entenderem melhor o cenário educacional, possibilitando a tomada de decisões mais informadas.

O IQEDF não é apenas um número; é um passo significativo em direção a uma educação de melhor qualidade, mais igualitária e acessível para todos no Distrito Federal. Com a concretização deste projeto, a capital do país poderá servir de modelo para outras regiões do Brasil em busca de elevação dos padrões educacionais.


Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal

O Edital nº 4/2022, parte do Programa Desafio DF, representa um esforço inovador para abordar desafios significativos e complexos no Distrito Federal, por meio da parceria entre o setor público e o privado. Agindo como um catalisador para projetos transformadores em áreas como educação, saúde, transporte e infraestrutura, o programa é um mecanismo importante para a mudança social.


Através de chamadas públicas financiadas, como a Chamada Pública 01/2022, que disponibilizou R$ 1,5 milhões para o desenvolvimento do Índice de Qualidade da Educação do Distrito Federal (IQEDF), o programa visa impulsionar soluções inovadoras, tecnologicamente sofisticadas e com alto impacto social para aprimorar a qualidade de vida dos cidadãos.

90 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page