top of page

Primeiro laboratório voltado para a cultura maker é instalado na Escola Major Guapindaia em RO

A Seduc ficará responsável por apoiar, acompanhar e monitorar as estratégias para a efetiva implantação do LabCrie


Com o objetivo de promover o ensino e a aprendizagem condizentes com as habilidades e competências requeridas para uma educação de excelência, o Ministério da Educação – MEC instalou em Rondônia, por meio de adesão, o primeiro Laboratório de Criatividade e Inovação para a Educação Básica – LabCrie, nas dependências da Escola Estadual de Ensino Médio Major Guapindaia, em Porto Velho. A governança das ações do projeto e o treinamento inicial, serão realizados pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS e a Rede Brasileira de Certificação, Pesquisa e Inovação – RBCIP.


A iniciativa do Governo Federal envolveu a montagem do espaço, com mobiliário, equipamentos e softwares que serão totalmente dedicados à formação continuada de 25 professores da Rede Pública Estadual de Ensino, que irão dar seguimento às atividades do laboratório, como multiplicadores. “Com foco na inovação pedagógica e no uso educacional das tecnologias, o Centro de Mídias de Educação – GCME da Secretaria de Estado da Educação – Seduc ficará responsável por realizar capacitações, treinamentos, workshops de robótica e atividades voltadas à cultura maker”, exemplificou Daniele Brasil, gerente da Mediação Tecnológica.


O principal conceito da cultura maker é que qualquer pessoa, com as ferramentas certas e devido conhecimento, pode criar suas próprias soluções para problemas do cotidiano. “O que tem impulsionado o movimento é o surgimento de novas tecnologias, como as impressoras 3D, kits de robótica e o próprio acesso massivo à internet de banda larga. Estas tecnologias são acessíveis a alunos e professores dentro do LabCrie”, ressaltou Daniele.


FORMAÇÃO


O programa é formado por especialistas da educação, tecnologias e inovação da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, e sua grade inclui formação teórica e prática em cultura digital, metodologias ativas, aprendizagem baseada em projetos/problemas, gamificação, cultura maker, pensamento computacional e robótica, por meio de um modelo de disseminação da cultura de inovação com fins pedagógicos.


“A implantação deste projeto vem para fortalecer a formação dos nossos professores e contribuir com a inovação educacional do Estado”, ressaltou o governador de Rondônia, Marcos Rocha.


MONITORAMENTO


A Seduc ficará responsável por apoiar, acompanhar e monitorar as estratégias para a efetiva implantação do LabCrie. “Os professores irão se sentir à vontade para experimentar novos equipamentos, plataformas digitais e metodologias inovadoras, que permitam desenvolver as competências necessárias para gerar inovação nas suas práticas pedagógicas”, ressaltou a secretária da pasta, Ana Pacini.




13 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page